© 2016 Bloco Vem Cá Minha Flor

Galeria

 
 

Era mais uma sexta feira na Lapa, Rio de Janeiro, e os amigos Edu Machado, Leo Santana e Marcelo Lima, entre uma cerveja e outra, tiveram a ideia de criar um bloco de carnaval em que todos saíssem floridos. Além das flores, tinha também como intuito promover um resgaste musical e comportamental do carnaval de rua carioca. E foi assim que em setembro de 2015 o bloco Vem Cá, Minha Flor foi fundado.

Com a ideia na cabeça não foi difícil juntar os amigos e os ensaios começaram em seguida. Trazendo canções que marcaram época e transbordando a alma do folião que brinca livremente, o primeiro desfile no carnaval de 2016 fez com que uma multidão acompanhasse os cerca de 70 músicos pelas ruas do Rio de Janeiro.

A partir de uma formação acústica, com instrumentos de sopro e percussão, o bloco toca um repertório que está em constante transformação, trazendo uma mistura de tudo que anima o público. Fazem parte dessa mistura axé, samba-reggae dos 80 e 90, funk antigo, forró, muitas marchinhas e também hits do rock e pop como “Pescador de Ilusões” da banda O Rappa, que foi um dos ápices do desfile de carnaval, fazendo uma multidão pular.

O Vem Cá, Minha Flor não se apresenta apenas no carnaval, tanto que preparou um repertório especial junino com canções tradicionais de ritmos do Nordeste como coco, xote, quadrilha e baião. O repertório junino além de levar alegria, música, flores e purpurina às ruas, teve como ponto alto a apresentação no Centro de Tradições Nordestinas, reduto da cultura nordestina no Rio de Janeiro.

Com músicos originários de diferentes blocos do Rio, como a Orquestra Voadora, o Céu na Terra, o Multibloco e a Fanfarra Black Club, o bloco tem direção musical de Bernardo Guidolini, Leonardo Guidolini, Rachel Carvalho e Reinaldo Godoy.

 
Vídeo: Lua Cheia Filmes
Apoio: Cavanha Filmes
Vídeo: 
 
 

IMPRENSA